Acusado de agressão, ex-namorado é proibido de se aproximar de Luiza Brunet


Por determinação judicial, o empresário Lírio Parisotto está proibido de se aproximar de Luiza Brunet. A informação foi divulgada pelo Ministério Público de São Paulo após o relato da atriz, para o jornal "O Globo", em que diz ter sido agredida pelo ex-namorado.

"A Justiça deferiu pedido do MP e na última terça-feira decretou medidas protetivas, pelas quais o investigado fica proibido de se aproximar da atriz e de manter contato com ela por qualquer meio. A data da representação é 23/06/2016", diz o MP-SP em comunicado enviado ao UOL.

De acordo com o texto, Brunet "fez uma representação ao Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica (GEVID) do Ministério Público do Estado de São Paulo, relatando ter sido vítima de agressão doméstica". "Em razão dessa representação, o Promotor de Justiça Carlos Bruno Gaya da Costa requisitou a realização de exames de corpo de delito e instaurou um procedimento investigatório criminal que está em fase inicial e é protegido por sigilo", informa.

Determinação de medidas protetivas
O promotor Carlos Bruno Gaya da Costa, responsável pelo caso, disse, em entrevista à Globo News, que o advogado da atriz a levou até ao Fórum da Barra Funda, em São Paulo, com uma representação criminal. "Decidimos ouvi-la aqui na sede do Ministério Público e, uma vez requisitado o laudo e ouvido a vítima, a gente entendeu que havia o lastro probatório mínimo para se instaurar uma investigação", explicou Costa. Além do relato de Brunet, imagens e exames médicos serviram como provas para a instauração do processo de investigação. "Os fatos aconteceram em maio, mas a denúncia foi feita aqui no Ministério Público [em São Paulo] apenas no dia 23 de junho. Então, [o caso] está numa fase bastante embrionária. Ainda vamos ouvir o investigado e esperar a juntada do laudo", disse o promotor.  Ele também falou sobre as medidas protetivas que foram tomadas tendo como base a Lei Maria da Penha: "Caso as medidas protetivas sejam descumpridas, pode ser decretada a prisão preventiva dele [do empresário Lírio Parisotto]". O empresário deve prestar esclarecimentos à Justiça nos próximos dias. "Vamos avaliar se há elementos o suficiente para oferecimento da denúncia ou o arquivamento do processo", afirmou Costa.

Atriz relata que agressão aconteceu nos EUA
Luiza Brunet contou em entrevista ao jornal "O Globo" que foi agredida pelo ex-namorado, o empresário Lírio Parisotto, no dia 21 de maio. A modelo e atriz afirmou ter dado entrada na representação da queixa no Ministério Público de São Paulo, com um laudo do IML. Segundo a atriz, Lírio se exaltou durante um jantar, em Nova York, após ser perguntado se o casal iria a uma exposição de fotos. Ele respondeu que não queria ir pois, em outra ocasião, havia sido confundido com o ex-marido da atriz. "Fui para Nova York acompanhá-lo para o evento Homem do Ano. Saímos do restaurante e pegamos um Uber. Ao chegar ao apartamento, ele me deixou dentro do carro e subiu", disse ela. Em seguida, quando Luiza chegou ao apartamento, ela conta que começou a ser agredida por Lírio enquanto estava sentada. De acordo com a atriz, o empresário desferiu um soco em seu olho, seguido de vários chutes, e a imobilizou, quebrando quatro costelas delas. A atriz ameaçou gritar por ajuda e conseguiu se desvencilhar. Ela se trancou no quarto e só saiu de lá no dia seguinte, quando voltou ao Brasil. "Eu sempre tive uma família estruturada e sempre fui discreta em minha vida pessoal. É doloroso aos 54 anos ter que me expor dessa maneira", afirmou Luiza. "Mas eu criei coragem, perdi o medo e a vergonha por causa da situação que nós, mulheres, vivemos no Brasil. É um desrespeito em relação à gente. O que mais nos inibe é a vergonha. Há mulheres com necessidade de ficar ao lado do agressor por questões econômicas, porque está acostumada ou mesmo por achar que a relação vai melhorar". Procurada pela reportagem, a assessoria da atriz informou que ela está se recuperando dos ferimentos e não pretende falar novamente sobre o assunto. "Está em recuperação e tomando remédios", disse.

"Nunca agredi homem, muito menos mulher"
O empresário Lírio Parisotto afirmou que nunca agrediu homem ou mulher e lamentou a exposição de um episódio que considera "íntimo".  "Nunca na vida agredi homem, muito menos mulher que respeito muito, quem me conhece sabe. Isto não me tira o direito de me defender de tentativas de agressão através de tapas, chutes, mordidas, unhadas etc... Tento me defender através da imobilização. Se o caso for para a justiça será lá que será esclarecida a verdade. Muita paz as pessoas do Bem. Por fim este é um canal de comunicação com pessoas de que aceitei me seguirem. Agradeço a compreensão. E a vida segue. Não quero mais polemizar este assunto. Só a justiça esclarecerá, terei o máximo prazer em informar. Aguardem um pouco", escreveu em sua conta do Instagram.

Acusado de agressão, ex-namorado é proibido de se aproximar de Luiza Brunet Acusado de agressão, ex-namorado é proibido de se aproximar de Luiza Brunet Reviewed by Notícias dos Famosos e da TV on 21:09:00 Rating: 5
Notícias dos Famosos e da Televisão. Tecnologia do Blogger.