loading...

Maradona afirma que foi barrado no Maracanã: "Não me deixaram entrar"


Acompanhado do filho, Diego Fernando, Maradona precisou assistir ao segundo tempo de Argentina x Bósnia pela televisão do hotel em que estava hospedado, no Rio de Janeiro. O ídolo da torcida argentina diz que teve problemas com a organização da Copa do Mundo e foi barrado no Maracanã. Após ser impedido de entrar no estádio, o ex-jogador criticou os responsáveis pelo Mundial. "Não me deixaram entrar de jeito nenhum. Apresentamos as credenciais e não nos deixaram entrar. Uma coisa é não poder, e outra coisa é não deixar. Quando agem com boa fé, te deixam entrar. Quando há má fé, te mandam esquecer e voltar ao hotel, como fizeram com a gente"desabafou Maradona, em entrevista ao canal argentino TyC Sports.

Maradona tinha uma credencial de imprensa por causa de seu trabalho no programa "De Zurda", que é produzido pela emissora venezuelana Telesur e transmitido por um canal de televisão público na Argentina. No programa, o ex-jogador comenta a Copa do Mundo ao lado do locutor uruguaio Víctor Hugo. Maradona diz que tentará assistir às outras partidas da seleção argentina, e espera que o problema com sua credencial seja resolvido o quanto antes.

De acordo com a Fifa, não houve nenhum registro do caso relatado por Maradona. A entidade supõe que o argentino tenha tentado entrar no estádio por uma porta errada, já que sua credencial só dá o direito de ingressar pelo acesso dos profisionais de mídia. Com relação a Dieguito ter ou não ingressos para o jogo, a Fifa não soube informar. Outra possibilidade é a de que o ex-craque tenha procurado a entrada correta, mas tenha sido barrado por estar com o filho, que obviamente não é um funcionário de imprensa.

Fonte: GloboEsporte

Maradona afirma que foi barrado no Maracanã: "Não me deixaram entrar" Maradona afirma que foi barrado no Maracanã: "Não me deixaram entrar" Reviewed by Notícias dos Famosos e da TV on 19:25:00 Rating: 5
loading...
Notícias dos Famosos e da Televisão. Tecnologia do Blogger.